Pages

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Preciso Desabafar

Oi princesas. O que eu vou escrever aqui é muito chato, e desde de já, peço desculpas a vocês. A verdade é que  tô péssima. Nunca me vi tão sozinha na minha vida. E o mais triste é perceber que sempre estive assim. E talvez vai ser sempre assim. Não vejo mais sentido na minha vida, eu não queria falar isso mas, as vezes não vejo nenhuma razão pra viver. Tudo que eu sei fazer é deixar as pessoas tristes, e isso me esforçando ao máximo para faze-las felizes.  Olho pra dentro de mim e não consigo me ver feliz. Não consigo ver nada de bom, é uma escuridão que chega a me dar medo. Estou com medo de viver.
Eu prometi pra mim mesma que não choraria nunca mais na frente de ninguém. E acabei chorando na escola. Não queria que ninguém me visse daquele jeito, acabei mostrando o quanto sou fraca. Não tenho amigos para desabafar e contar o que houve, não me abro com mais ninguém ( a não ser vocês aqui do blog) por mais que a vontade seja muita, sinto sempre que estou incomodando. E isso acaba me deixando péssima.
Nunca assumi isso pra ninguém, acho que nem pra mim mesma. Apesar de todos esses anos ainda sinto falta do meu pai, não gosto disso, na verdade eu odeio isso. Junto com o sentimento de tristeza vem um sentimento de raiva tão grande. Desde de criança me sinto rejeitada por todos, e parece que o percurso da vida será sempre assim. E a culpa disso tudo é dele. É culpado por isso e muito mais que nem vale a pena falar aqui.
Essa tristeza toda dentro de mim acaba refletindo nos meus estudos, na minha vida social, em tudo. E principalmente na comida. É onde eu acho refúgio, na ana e na mia, me cortando. Parece que ela tampa aquele vazio dentro de mim, e a dor na minha pele faz parecer muito menor a dor no meu coração. Eu como como e como, e depois que comi jogo fora toda aquela comida e junto com ela todo meu conflito interior. Me sinto tão ridícula por me sentir assim. Não me sinto digna de viver. Hoje minha amiga me perguntou assim " Já pensou se um dia você vai se cortar e acaba cortando uma veia" Meu objetivo não é ir tão longe, mas confesso que se for, não ligo. Só faço merda mesmo.  Fiquei tão triste esses dias pra traz que nem comi nada, e esse período de restrição, me levou a uma enorme compulsão.Acho que engordei esses dias pra trás. Acho que posso  até emagrecer mas a verdade é que serei uma eterna gorda!

< Me desculpem por esse post, é que eu precisava pelo menos colocar pra fora metade do que eu estou sentindo. Não consigo falar abertamente sobre meus problemas, nem sobre oque eu sinto. Nem sei se um dia vou. Mas a vida é cheia de alto e baixos. Parece que a minha vida tem mais baixos que altos. Desculpem essa depressão.

Um abraço.


24 comentários:

  1. NOSSA, FIQUEI QUASE QUE SEM PALAVRAS AO LER SEU POST, É MUITA DOR TRISTEZA E MÁGOA DENTRO DE SI, VC SABE OQUE SE PASSA AI DENTRO, E PRA EU QUE ESTOU DE FORA SÓ ME RESTA TE APOIAR E DIZER QUE EU ESTOU AQUI PRO QUE DER E VIER, E TE ACONSELHAR A PARAR DE SE CORTAR, NÃO FAÇA MAIS ISSO, NÃO SE DESTRUA TANTO, VC É ÚNICA NO MUNDO, CADA PESSOA É ÚNICA, PENCE POSITIVO, FAÇA TERAPIA ISSO FAZ TÃO BEM PRA AGENTE!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi flor. Obrigada pela força. Se eu te contar que nem eu sei oque se passa aqui dentro, dá pra acreditar? Mas o apoio de vocês aqui do blog é muito importante pra mim, de verdade. Você tem toda razão quando a me cortar, a verdade é que eu estou até tentando mas, quando bate aquela tristeza ai fica difícil. Eu comecei a fazer terapia a pouco tempo, e se eu te falar que quando você diz que sou única no mundo, você fala igualzinho a minha psicologa, você acredita? rsrs. Muito obrigada pela força flor. Um abraço

      Excluir
  2. Amiga, sua dor parece um pouco com a minha né? Poderia ser eu escrevendo isso, o sentimento é o mesmo, a culpa é a mesma, e o vazio também. Mas não desiste de tentar, confia mais no amanhã. Mesmo que eu queira morrer, q eu tente morrer e que ás vezes me sinta morta, sentir o vento na cara, faz se sentir viva. E aí temos que renovar os pensamentos, os sentimentos, as esperanças. Hei, não desiste. Somos fortes, eu sei disso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade nossos sentimentos se parecem muito. Na verdade parei pra pensar e percebi quantas pessoas procuram se livrar dessa culpa, dessa dor, desse vazio. É tão triste. E só quem sente sabe. Quero muito acreditar nisso, que somos fortes, e vamos vencer. Beijos e obrigada pela força;

      Excluir
  3. Coloque tudo pra fora, ficar guardando é pior D:
    Chore, chore, chore de novo e chore mais uma vez, um dia esvazia ou ameniza.
    Muita força pra vc flor, sempre desabafe, desabafar faz parte do processo de cura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem razão parece que as lágrimas que não saem vão apertando o nosso coração. É estranho. Muito obrigada pela força flor. Beijos e forças pra ti também.

      Excluir
  4. Olá querida ♥
    Eu me identifiquei em vários pontos desse post, mas principalmente quando você menciona a falta que sente dos teus pais, a culpa, e a forma como a Ana a Mia e o hábito de se cortar acabam se tornando refúgios.
    Estou na luta pra vencer isso, algumas coisas ficaram pra trás, e outras eu creio que ainda deixarei :)
    Mas é importante você saber, que desabafar e chorar, não são demonstrações de fraqueza. Na realidade, em alguns momentos isso até faz bem, parece que aquela angústia, o peso que carregamos sai, ou ao menos fica mais leve, entende?
    A solidão é um sentimento triste, eu muitas vezes me sinto assim, é difícil. Mas o que você diz sobre estar "sempre entristecendo as pessoas",ah flor, esquece isso, a culpa é isso mesmo, esse monstrinho jogando acusações nos nossos ouvidos. Vou ser bem sincera contigo, não sei como é tua relação com as pessoas ao teu redor, mas olhe só o quanto você é importante e especial aqui no blog, se você soubesse o quanto me ajuda! E tenho certeza que é assim com todas as outras meninas.
    Torço pra essa dor te deixar, saiba que pode sempre contar comigo, viu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi flor. É triste quando vejo que vocês também sentem a mesma coisa, esse sentimento horroroso que nos rodeia. Você tem razão um dia deixaremos essas coisas para trás; Entendo sim, até me vem um alívio muito grande após chorar, mas o mundo te crítica muito quando você chora. Adorei a expressão que usou para definir culpa " um monstrinho que fica jogando acusações nos nossos ouvidos" Oh flor, obrigada por dizer que sou especial, é tão raro alguém dizer isso. As pessoas não sabem o quanto faz bem ouvir coisas assim. Você também me ajuda muito. Muito obrigada, de verdade. Conta sempre, ok? Beijos.

      Excluir
  5. nao precisa pedir desculpas, sinto o mesmo que vc em relaçao ao meu pai, mas nao enho coragem de admitir a mim mesma. e o blog tambm e o unico lugar onde posso me abrir verdadeiramente. força e to aqui pode contar sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi flor. É difícil admitir isso até pra nós mesmas, dirá pras pessoas, onde corremos o risco de sermos vítimas de críticas. Muito obrigada pela força. É muito bom saber que posso contar contigo. Beijos e conta sempre também!!!

      Excluir
  6. O meu anjinho, estamos passando ppr maus momentos, mas vamos superar.
    Sei q não da pra acordar no outro sua e fingir q está tudo bem
    Mas você me ajudou muito, obrigada pelo comentário

    Vamos continuar nos apoiando sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi princesa. É os dias ultimamente não estão fáceis não, né? Parece que vivemos presas dentro de uma angustia inexplicável. É horrível. Vamos sempre estar nos apoiando sim. Beijos flor e obrigada pela força;

      Excluir
  7. espero que de tudo certo na sua vida linda.. estou me sentindo um lixo quero chegar aos 50kilos .. pode me ajudar nessa? :( estou mt triste, muito mau..minha vida ta por um triste.. ja n sei mais oque fazer.. gostaria mt de te ajudar.. ambos. hoje comi 2.400 calorias, estou horrorizada. estou triste.. to perdendo a pessoa q amo. n sei oq faço, to por um triz.. seguindo na luta! força!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi flor. Obrigada pelo apoio. Posso te ajudar assim, te dando força e todo apoio. Porque apesar do meu blog, eu não indico ser ana e mia pra ninguém. Acredite, depois que você entra é um labirinto terrível, que você não consegue sair. Sei que o desespero é grande, a vontade de emagrecer também, também quero chegar aos cinquenta mas, com certeza existem outros caminhos que não vão te jogar no fundo do poço igual eu estou. Nem sei se você já é ana e mia ou não mas, vá com calma flor. Falo por experiencia própria. Mas de qualquer forma, seja qual for sua escolha, assim como eu apoio todas as meninas, e elas mais que tudo me apoiam, estou aqui pra te apoiar também, ok? Beijos obrigada pelo comentário. E muita força pra ti.

      Excluir
    2. Respondo sempre no blog de vocês também. Mas respondo aqui também, caso alguém volte e leia, só para esclarecer . Obrigada pela força pessoal. Vocês são muito importantes para mim!

      Excluir
    3. Oi querida. Obrigada por levar meu comentário com consideração; Sim sou ana e mia. E está cada vez mais difícil. porque nem isso consigo fazer direito. Estou completamente acabada com tudo. Por menor que seja eu sofro.. Acabei de atualizar meu blogger para que possa deixar comentários maiores ^^ aquele espaço no box e mesmo limitado. Obrigada por ter visitado e deixado um recado tbm. Somente uma coisa me alegra nisso tudo. Tenho apoio de outras mias e anas. Isso e como eu não estar sozinha. Obrigada. Agradeço muito. Dou muitas forças! Desejo tudo de muito muito bom!

      Excluir
    4. Oh flor que isso, sempre levo vocês a sério. Já que você já é ana e mia, a única coisa que posso dizer é pra tentar parar, antes que isso te destrua, igual está me destruindo, e as pessoas me avisaram tanto pra procurar ajuda antes e eu sempre dizendo que eu sairia dessa sozinha. Mentira, a gente não consegue. Mas independente da sua escolha, estou aqui para oque precisar princesa, te apoiando sempre. Espero que você fique bem. Obrigada por seu comentário. Estou sempre aqui para oque precisar. Se quer uma dica, não sei se já ouviu falar da dieta do USP realmente funciona. Beijos e força.

      Excluir
  8. Oi Bela,
    bom, primeiro respondendo a sua pergunta, esse endócrino que marquei me foi indicado por uma outra pessoa que também tem TA, uma amiga bem mais velha, quase 50 anos, e ela se sentiu muito bem se tratando com ele, então não estou indo com medo de falar sobre isso, muito pelo contrário.
    A terapia já faço há uns 2 anos, comecei exclusivamente por causa da bulimia e foi a MELHOR decisão que tomei na minha vida. Hoje não me imagino vivendo sem, e sei que só por causa dela pude parar de tomar os remédios psiquiátricos que tomei por anos. Acho que todo mundo deveria fazer, mas às vezes é difícil encontrar o terapeuta certo(a).
    Quanto a tudo o que vc está sentindo, acho que todas passamos por isso em algum momento de nossas vidas. Se sentir só e distante e não ver luz ao fim do túnel, é muito duro mesmo, mas posso te dizer que sempre há uma luz. Não podemos é nos apegar ao sofrimento, sentir gozo nisso... o blog me ajudou muito nesses momentos, mas conversar com alguém que faz parte da sua vida também é importante. Eu sei que você está se sentindo só, mas pense bem, olhe em volta, tenho certeza que tem alguém a quem você pode recorrer... uma amiga, alguém na sua família.. Nós somos animais sociais, ninguém sobrevive nessa vida sem apoio.
    Desculpe o comentário giga! ahaha mas precisava pra falar todas essas coisas...
    To te seguindo, viu?
    Se cuida.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi flor. Você tem razão, não podemos nos apegar ao sofrimento, mas que é as vezes acho melhor não esperar muito das coisas não, porque ai eu não tenho muitas desilusões pelo caminho. Sem problemas pelo tamanho do comentário, só mostra que vocês se importam :). Obrigada por me responder. Beijos.

      Excluir
  9. Oi linda, vou te seguir sim, até porque te ler é meio que como me ler no passado. Li teu blog desde o início, e começou como todas nós. Quando eu vejo uma menina nova por aqui dizendo as coisas que todas nós dizemos no início "é uma escolha, não uma doença, vai me fazer feliz, elas são minhas amigas" eu penso "ou ela caiu numa moda e logo logo vai se enfadar quando perceber que isso não é nada glamuroso, ou realmente está doente e quando perceber já vai ser tarde demais). Seu caso, infelizmente, é o segundo. Gostei de ti porque tu tem consciência de que a ana/mia não são simplesmente uma doença, mas uma manifestação de distúrbios e dores muito mais profundos e difíceis de compreender. Quando comemos, tentamos preencher nosso vazio. Quando vomitamos, queremos vomitar a angústia e não a comida. Quando nos cortamos, queremos que a dor física tire nossa atenção da dor da alma, que é muito mais dolorosa. Quando fazemos jejum, exercícios exagerados ou vomitamos estamos na verdade nos punindo por não termos conseguido ser quem gostaríamos. Quando vivemos nossa vida em função de vermos os números diminuírem da balança, dia após dia, é porque foi a única forma de continuarmos vivendo, porque não encontramos nada mais que nos motivasse a continuar, porque precisávamos de um motivo, uma meta, um objetivo, e como fomos incapazes de controlar todo o resto em nossa vida, nós nos apegamos à única coisa que percebemos que podíamos controlar. Mas quando você entende porque entrou nesse caminho, quando você entende que não se trata de ser bonita ou feia, magra ou gorda, mas de se livrar do peso da dor, preencher o vazio, punir a si mesma e precisar desesperadamente ter o controle de no mínimo, alguma coisa, quando você entende tudo isso, então... Então... É porque já é tarde demais.

    A boa notícia é que possivelmente isso vai passar uma hora. Você vai se apaixonar, ou se encantar com um trabalho, uma atividade, um curso, e por um tempo você poderá esquecer esse inferno. Esse tempo pode durar meses ou até mesmo anos. Dizem por aí que a cura existe. Particularmente, eu não acredito nela. Por mais que um dia você fique bem, Ana e Mia serão sempre como dois fantasmas rondando tua felicidade e quando algo te desequilibrar, você vai lembrar de como era bom ter aquele controle sobre alguma coisa na sua própria vida e se não tiver muito cuidado vai cair de novo na mesma fossa. Eu tô assim há quase 7 anos. Talvez se eu fosse mais forte eu pudesse não ter voltado, mas de alguma forma, eu preciso disso, e isso, não digo que me faça feliz, mas ao mesmo tempo que me mata, é o fato de ter uma meta (mesmo estúpida e suicida) que me mantém tendo força pra levantar todos os dias.

    Abraços, de sua nova amiga, Rose. E perdão pela sinceridade desanimadora. Força, estaremos contigo, independente do que tu decidires. <3

    PS.: Se tu for responder, por favor responda num post atual no meu blog, porque eu nunca volto pra verificar respostas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você escreve muito bem! Vou te responder no seu blog sim. Obrigada e forças pra ti.

      Excluir
  10. Esses comentários sobre a consciência realmente me descrevem, fui ana, durante a adolescência, e sinceramente na época achava que não era. Passei algum tempo controlando o que comia, se eu quisesse comer um pastel de forno passaria o dia somente com esse pastel, iria e voltaria da aula andando e faria ed física direitinho pra queimar o bem dito pastel. Foi então que eu adoeci, uma simples gripe, que me pegou de jeito. Onde o catarro que estava em meus pulmões foram parar nos ouvidos, putzzz e como dói. Gripada com muita coriza é normal que você não sinta fome, e um pouco preocupada com a minha saúde às vezes tomava café da manha. Tudo isso foi um epsódio de 1 mês de controle da alimentação, e 2 semanas de doença. Essas duas semanas eu emagreci muito porém sem perceber que estava tão magra. Na minha casa era a minha mãe meu irmão e meu padrasto, isso era apenas mais uma gripe que eu pegara até na segunda semana ter tremores incontroláveis, o que os médicos chamam de hipotermia, nunca na época eu diria que era ana. Mas no dia em que precisava esquentar as minhas mãos na panela para poder conseguir tomar banho, por causa do frio senti que eu precisava me alimentar melhor. Hoje tenho 23 anos de idade sou gorda, e com a ansiedade da formatura, dos vestidos , das fotos e vídeos. Registros que verei pelo resto da minha vida a minha aparência grotesca, estou olhando as dicas ana mia, não que seja o melhor a se fazer.
    Não consigo tirar da minha cabeça que meu namorado me deixou por que eu sou gorda.... obesa.

    Não gosto de miar, e nem quero para isso vou me manter no controle, procurar sempre opções saudáveis para comer é o primeiro passo, mas deixo isso para fazer quando estiver menos deprimida


    Beiinhos Lívia

    ResponderExcluir
  11. isa. oque é?
    NF, LF, TÁ, ANA E MIA?

    ResponderExcluir
  12. Vou te dizer uma única coisa , chorar não faz de você uma pessoa fraca , todos temos sentimentos tanto como , estando feliz , triste , com raiva etc
    Nos , seres humanos somos feitos de emoções , eu não te conheço , mas é minha primeira vez aqui e te digo que pode contar comigo sempre que precisar .
    Cara , na boa só seja você mesma aqueles que quiserem você por perto vão está lá , já os que não quiserem paciência estão perdendo a chance de conhecer uma menina maravilhosa.

    ResponderExcluir